Maisa adere a tecnica de marquezine para definir barriga

Hábil na prática de exercícios, a apresentadora do SBT Maisa Silva revelou que acrescentou uma nova prática à sua rotina de musculação e cicatrização da barriga: a eletroestimulação.

A jovem publicou um vídeo na sua conta de Twitter em que faz abdominais com o dispositivo de eletroestimulação no abdómen. Na publicação, escreveu: "E passados 12 dias estou de volta e c este negócio de eletroestimulação [...] para ajudar a bater a barriga e voltar à antiguidade... Design Tanquinho".

Em resposta aos internautas, Maisa afirma que o processo é indolor, basta "muita formiga" e que a tecnologia serve para ajudar a definir a barriga mais rapidamente.

Seu treinamento é mais localizado, focado no abdômen. No entanto, a técnica já conquistou o mundo das celebridades, sendo amada por Bruna Marquezine, Angélica, Xuxa, Cristiano Ronaldo e o ex-velocista Usain Bolt, que usam a eletroestimulação para fortalecer os músculos de todo o corpo.

Como funciona a eletroestimulação dos músculos

A eletroestimulação muscular é uma prática que vem de estímulos elétricos, causando contrações que visam tonificar os músculos.

O treino tenta trabalhar os músculos profundamente, como se cada músculo estivesse trabalhando mais para realizar os movimentos. Maisa trabalha o abdômen localmente; entretanto, o método mais comum é usar um traje especial, para trabalhar todos os músculos do corpo - como o usado por Bruna Marquezine.

Os programas de treino com eletroestimulação variam de acordo com o objetivo pessoal e duram cerca de 20 minutos, com uma frequência elétrica de 7 hzt a 100 htz, de acordo com Laura Figueiredo, SYNC Eletro Fitness - marca responsável por acessórios para a eletroestimulação.

Assim, o treino pode ser concentrado no fortalecimento muscular, redução da celulite, aceleração do metabolismo e até mesmo hipertrofia na promoção de contrações musculares involuntárias.

Um colete de fato completo que estimula todo o corpo. No entanto, Laura afirma que também há alças para nádegas e pernas e tiras de braço, por exemplo.

Cuidados

Por ser um treino de alta intensidade, não deve realizar musculação com aparelho ou peso livre durante a electroestimulação. Durante o treino, recomendam-se atividades aeróbicas como a corrida e atividades funcionais, como jogos.

É importante que, após o treino com a eletroestimulação, haja dois dias de descanso para curar o músculo. Nos dias em que a técnica não é utilizada, portanto, recomenda-se o treino geral sem elétrodos.

Os resultados estão a ser questionados

Laura explica que a ferramenta ativa músculos que não funcionam nos treinos tradicionais e têm os benefícios da eletrização:

  • Aumento da força e hipertrofia
  • Tonificação muscular
  • Perda de Peso
  • Diminuição da gordura corporal e da queda
  • Redução da celulite
  • Melhor aptidão
  • Aumento da capacidade de aprendizagem de alto desempenho
  • Maior resistência, estética corporal e aparência da pele.
  • Estimulação do fluxo sanguíneo
  • Aumento a longo prazo do consumo de energia pelo organismo
  • Por outro lado, o fisioterapeuta Mirian Maria, especialista em receitas de formação personalizada, nutrição desportiva e formação para grupos especiais, nota que "não há nenhum estudo que prove que os resultados do treino com eletroestimulação são mais rápidos do que o treino no ginásio".

    Simone Leal, uma educadora física focada na educação das mulheres, perda de peso e força, diz que exercícios que só usam o corpo fazem com que o sistema nervoso carregue quando é hora de parar, ou mesmo quando há um possível risco (como uma tensão que é muito pesada nos músculos). Nestes casos, o seu corpo pode sentir dor, fadiga e tremor.

    Assim, ambos os profissionais acreditam que a eletroestimulação pode ferir os músculos. Como as contrações são geradas lá fora, o corpo "normalmente não te avisa imediatamente" quando algo está além do que pode suportar. Portanto, os casos de rabdomiólise (danos musculares que podem danificar vários órgãos, incluindo os rins) podem ocorrer por eletroestimulação.

    diferença de opinião

    Especialistas destacam que a eletroestimulação muscular precisa ser liberada pelos médicos, principalmente nos casos de:

  • A gravidez
  • Pessoas com diabetes
  • Pessoas com feridas na pele
  • Pacemakers
  • Pacientes com distúrbios neurológicos
  • Pacientes com aterosclerose
  • Quem pode fazer isso

    Embora o objetivo da maioria dos torcedores seja definir o corpo, a eletroestimulação muscular também pode ser usada por idosos e pessoas com mobilidade reduzida. Isso porque a prática estimula os músculos sem que o indivíduo precise realmente tentar.

    Normalmente, a prática está associada a processos de reabilitação utilizados para pessoas com lesões musculares, fraturas, camadas ou com mobilidade reduzida.

    Por isso, é importante consultar os médicos para avaliar a aptidão física e a autorização, bem como recomendações sobre treino com estimulação elétrica.

    Comentários (1)

    • zaira maennchen
      zaira maennchen

      Muito bom produto.

    Deixe o seu comentário

    Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.