Exercicio anaerobico ou aerobico qual o melhor para emagrecer

Os tipos de exercícios e os resultados que são capazes de gerar são alguns dos tópicos mais estudados e discutidos ao longo dos anos. Claro que já ouviste falar deles, e muito mais aeróbica, mas tenta esclarecer mais simplesmente aqui para que possas entender o que se passa no teu corpo em cada um.

Aeróbico vs. Anaeróbio: Qual é a diferença?

As primeiras diferenças fundamentais prendem-se com a intensidade do estímulo exercido sobre o corpo e a fonte de energia para o esforço - que o corpo utilizará como prioridade ou mais importante numa determinada situação.

Tradução: O esforço que vai ter de fazer num determinado treino é produzir um movimento ou esforço muito intenso e que não conseguiremos mantê-lo por muito tempo (algo como menos de 20 segundos, em média)?

Se a resposta for sim, estamos a falar de um exercício principalmente anaeróbico, isto é, não aeróbico, em que o corpo não precisa de procurar ar (= aero) ou oxigénio para realizar o esforço.

E isto porque, porque a necessidade de energia é muito e muito rápida, vai usar a energia que já está pronta para ser usada e que está armazenada dentro da musculatura.

Ou seja, não estamos a falar de muita energia, por isso, quando exageras, (e vai acabar rapidamente), já não podes continuar a realizar o movimento.

Agora, quando o esforço tem uma intensidade não tão alta e o corpo é capaz de mantê-lo por mais tempo, temos o uso prioritário de energia que vem de fora do músculo, através dos vasos sanguíneos.

É um processo mais lento, mas é capaz de continuar a fornecer energia por mais tempo porque não se limita à energia que é armazenada dentro dos músculos mas, vem da circulação.

Esse processo de produção de energia é denominado oxidativo, ou seja, utiliza o oxigênio, que vem do ar e por isso o chamamos de aeróbio. Nesse momento, a principal fonte de energia que temos é a gordura que vai manter o esforço por muito tempo.

Por isso, durante muito tempo, as pessoas que queriam perder peso pensaram que era o melhor método. Hoje, porém, temos mais ciência e informação para entender melhor os diferentes exercícios e saber que existem alternativas mais eficazes. Isto não significa que o exercício aeróbico não funcione.

Qual perde mais peso?

No exercício anaeróbico, inicialmente, a principal fonte de energia, no momento da execução, não é gordura, porque como está em alta intensidade, não há tempo para óxido para poder usar.

Mas, ao final da execução de um esforço anaeróbio, precisamos alterar a reserva de energia que consumimos em alta intensidade. E assim, à medida que estamos nos recuperando, espontaneamente, a substituição de energia usará a via oxidativa.

Ou seja, a recuperação de um esforço anaeróbico é feita pelo consumo de gordura, por isso, se pensarmos apenas na energia consumida na formação, não temos diferenças realmente importantes.

Por outro lado, o exercício anaeróbico porque requer "stress máximo" muscular e deficiência energética, acabando por gerar ferimentos ligeiros nas lesões da fibra muscular que chamamos de micro lesões.

Essas feridas microscópicas são muito positivas, pois forçam o sistema imunológico a "curá-las", o que pode levar dias para se reconstruir. Esse trabalho de reconstrução, por ocorrer em menores intensidades de esforço, também utilizará a via oxidativa, ou seja, consumirá gordura para a reconstrução.

E o melhor de tudo, vais fazer esta reconstrução 24 horas por dia até "curar" as microlesões. Isto significa que você obtém um longo tempo de gordura mesmo depois de ter terminado o exercício (efeito afterburn).

Neste cenário, o músculo está agora mais forte e só para isso, também começa a consumir mais energia durante o dia. Por enquanto é grande e precisa de mais para sobreviver, isto é, mais consumo de energia.

Tipos de exercício anaeróbico

  • Musculação
  • Natação
  • Pilates
  • Yoga
  • Ginástica Olímpica
  • Dobragem
  • Agachamento
  • Hiit Training
  • Crossfit
  • É muito importante enfatizar duas coisas:

    O primeiro ponto é que mesmo quando trabalhamos cada vez menos carga, estamos também a gerar stress nos músculos e micro lesões, mas a uma profundidade, escala e fibras menores que não ganham tanto volume, porque não armazenam energia e usam muito mais energia externa à musculatura.

    E o segundo ponto a enfatizar é que, em momento algum, um esforço é 100% de um tipo. Há sempre uma relação em que todos os caminhos são usados, aeróbicos ou anaeróbicos, de uma forma mais prioritária de um lado ou de outro.

    Exercícios de queima de gordura

    8 exercícios para perder gordura

    7 exercícios que o ajudam a perder gordura localizada

    5 exercícios para queimar gordura do rabo

    Comentários (2)

    *Estes comentários foram gerados por este site.

    • Lace Herchenbach
      Lace Herchenbach

      Muito bom mesmo

    • jussara q. mesquita
      jussara q. mesquita

      Superou minhas expectativas

    Deixe o seu comentário

    Ótimo! Agradecemos você por dedicar parte do seu tempo para nos deixar um comentário.